MANHÃ

Passou na minha frente
Sequer olhou para trás
Tampouco me viu
Partiu rápido
Assim
Deixando sua silhueta
Seus cabelos ao vento
Seu perfume leve
Junto ao da manhã
Seguiu o seu caminho
E eu segui o seu
Sumiu sem deixar pista
No meio da avenida
Mas seu rastro de charme
Jamais perderia de vista.

João Aranha

20/01/2010

Publicado em: Poemas

Tagged as: , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s