ÚLTIMO ROMÂNTICO

flor

Cansei de ser romântico! Cansei. É, meu amigo, agora serei mais prático, assim, pouparei o tempo disperdiçado com as noites cercadas de devaneios antes de adormecer e nas manhãs de chuva onde eu via o sol para, assim, eliminar essa coisa patética que é ser romântico. Serei, a partir de agora, um sujeito mais corporativo, com focos e metas a cumprir, baterei cartão ao invés de dar a cara para bater ao mostrar minha alma de pseudo poeta.

Ser romântico não está com nada, o que vale é funk até o chão, rebolar sem coração, detonar no meio do salão, rir do “não” recebido, focar em sua libido e não pensar no ser sofrido que é o ser romântico. O ser romântico custa caro, demanda tempo, pensamentos e dinheiro. O romântico baila sozinho na fossa própria, no embalo de si mesmo numa corrida nunca a esmo. A conta das flores já ultrapassa a conta do aluguel e, se for ver, as mulheres não gostam de flores assim, meu querido. Quem gosta de flor é paisagista ou dono de floricultura. As mulheres gostam do gesto, não das flores. Se você, meu amigo, oferecer flores para alguma mulher de seu interesse e a formosura não tiver o mesmo interesse em relacão a ti, forget about it, queridão, você, pobre poeta, será apenas um cara gentil, educado e doce, isso não quer dizer que seus braços envolverão a doce princesa ao demonstrar seu afeto, ela apenas sorrirá e ficará, realmente, feliz, mas não ao ponto de te amar, meu caro romântico, que agora está cada vez mais caro, porém, sem oferta, pois o que interessa é o funk descabido, o pagode reunido, o sertão que virou mar no chacoalhar das fivelas nos chãos de poeira universitária. As flores que você encaminhou tão alegremente servirão para adornos na sala, ou, mais precisamente, no corredor, naquele lugar onde se passa rápido e sem perceber o ambiente, normalmente com pressa na saída ou com cansaço na chegada. Mas, pobre homem, caso o gineceu e o androceu das flores sejam entregues pelas mãos daquele pretendente que a deixa derretida por dentro, sem chão para pisar e com os olhos brilhando com a doçura que você gostaria de ver olhando para os seus, aí sim, meu camarada, tais flores terão os tais valores pretendidos por ti.

Aprenda, meu rapaz, que não importa o seu jeito de falar, o seu inteligente pensar e o seu achar das coisas, sua roupa cara, sua voz macia e a porta puxada ao sair do carro, o que importa é ela querer você, é mais simples do que você imagina, mas sei que não enxergamos isso, pois cegos ficamos, é compreensivo e por isso o taxam de ingênuo, de tolo, por vezes descabido e infantil, até com alguma razão para alguns fora do eixo, mas o romântico não é burro, e muito menos bobo como a maioria gélida e desavisada porção de pessoas pensa, muito pelo contrário, ele erra, sim, mas tem o raro prazer pelo tentar, é isso que o faz romântico da melhor qualidade, junto ao respeito e o cavalheirismo, ambos naturais de seu cerne. Mas é a busca incessante, é o querer, é o “ir atrás”, é tentar ganhar o “sim”, mesmo que só venha em sua direção o famigerado iceberg, o glacial “não”. Essa é a diferença do romantismo para o egocentrismo machista, onde o “não” se torna motivo para o bombadão se achar no direito de maltratar a dama abaixando o nível de seu ser e de si próprio. O romântico sofre calado, indigna-se, mas morre por dentro, na dele, sem fazer escândalo, apenas deixa partir sua alma em dois, não fazendo mais questão de guardar a parte caída, olhando para baixo, emsimesmado, taciturno, com seu macambúzio coração apertado e a flor murcha sem o perfume de outrora, sem as cores de antes, sem a ansiedade de antes. O machão encara numa boa, o romântico chora à toa e segue sua toada.

Não adianta mais a natural conquista, o amor à primeira vista, o bilhete escondido, o olhar retrucado, o corpo arrepiado e o coração envolvido se ela não te quer, meu querido amigo. Quando ela quer, não é necessário flores, odores e suas dores, mas sim, a troca imediata de poucas palavras, o que você, romântico, precisa aprender mais, pois funciona.

Mas você não erra, romântico, sabe como ninguém que, como também costumo dizer, o melhor xaveco é aquele que você nunca falou, mas foi dito pelo seu olhar e correspondido pelos meigos e sensuais olhares da moça. É assim que se é feliz, ou pelo menos, mais feliz. Calma senhor romântico, não tenhas medo, não estás errado. Estás apenas em sua real conduta, preso na gruta do seu ser ermitão, que vê o sol no rosto da sua amada, que ora é raptada pelas mãos de outrem, ora não quer as mãos de ninguém.

O teu dente bonito, tuas vestes bem passadas, tuas fragrâncias bem escolhidas jazem todos juntos com seu esforço no poço de tua alma, meu amigo, mas é neste mesmo fundo, deste mesmo profundo poço, que encontras um novo olhar, um novo palpitar, um novo frescor.

É, meu caro, não é fácil ser romântico, isso dá um trabalhão e, na maioria das vezes, sem remuneração. O importante é que você não é adocicado, pois se caso fosse deveras doce, até eu se mulher fosse, diria a ti um “não”. Mulheres gostam de doces, mas não de homens açucarados, mas relaxe, bom homem, teu açúcar é bem dosado, nunca transbordado até o chão. Mas, olha, devo confessar-te, eu também cansei, meu irmão. Não quero mais ser romântico, quero ser o pop da multidão, a celebridade do povão, a cabeça vazia do corpo bombadão. Vou esquecer meus poemas, dançarei até tardão, beberei as loiras e morenas numa esquina suja, bem na boca, para pegar um mulherão. E se ela disser “sim”, corro para o quente abraço, aperto sua cintura fina e beijo o teu usado “não”.

E no dia seguinte, mandarei algumas flores, com pouco açúcar, mesmo que seja em vão.

João Aranha

03/11/2009

23 comentários em “ÚLTIMO ROMÂNTICO Deixe um comentário

  1. Ainda bem que na última linha vc desistiu dessa ideia de não ser romântico! Fiquei ansiosa mas depois relaxei rs. Lindo texto, meu amor.

  2. Cara tu foi mt foda com isso, estou me sentindo assim tbm rsrs ser romantico da trabalho mesmo, mas bola pra frente, um dia seremos reconhecidos… Mt bom ter lido isso, vlw brother !j

  3. é tênue demais… ser e estar.O romântico sente, e vai morrer sendo assim, sem proclames ou em busca de integração com o mundo real, ele vive num mundo melhor.
    A visão romantizada da realidade me assusta, é ela que leva as coisas a serem da maneira como são.
    AP

  4. A beleza de toda desilusão fica só no papel, as vezes cansamos mesmo… Mas por fim não é suficiente pra mudarmos esse acreditar na beleza, pq o ser romântico é a aquele que acredita na beleza dos gestos, pode morrer querendo ser arlequim mas é pierrot, não adianta… Já tentei largar o romantismo e esperar menos, mas ela tá escondido em mim mesmo que eu desista.
    Seu texto é lindo, podia virar uma filmagem. O que acha?

    1. Poxa, obrigado pelo comentário. Belas palavras. E, olha, não largue o romantismo nunca.
      Virar filmagem? Adoraria! Amo cinema, música e palavras…
      Valeu, querida.
      Um beijo,
      João Aranha

  5. hahahahahahahaha risada de nervoso porque é isso mesmo, mas continuo apostando..um dia encontro!
    ser romântico tem seu q de loucura…(é vital!)

    aposte também!

    Beijo

  6. Ainda bem que essa insatisfação foi momentânea…para alívio de quem te le.
    “Você está vivo. Esse é o seu espetáculo. Só quem se mostra se encontra. Por mais que se perca no caminho.” (cazuza)

    Beijo Grande. Fabi.

  7. Este é o meu momento e preferia ficar assim, deixar o romantismo de lado em uma época na qual não somos realmente valorizados.
    Infelizmente não aguento, preciso me “iludir” e me encantar, me dedicar e imaginar!
    Esse é o meu jeito, romântico incurável e serei assim até encontrar a minha romântica incurável!
    Parabéns!

    1. Obrigado pelo comentário, Philipp!
      Tens razão, tanto que gostei muito do seu “preciso me iludir…”, muito bom!
      E essa é a mais pura verdade.
      Obrigado pelo elogio.
      E viva o romantismo!
      Um abraço,
      João Aranha

  8. Ahhh João… Num deixa de ser romântico não…
    Mulheres gostam de caras românticos, talvez não de cara, logo no primeiro encontro, como vc mesmo constatou. Mas depois de algum tempo de relação, toda mulher sonha com um pouco mais de romantismo, não um homem melado, açucarado, mas um homem que seja um romântico verdadeiro, daqueles para quem nossas meias palavras bastam, porque suas ações dizem mais, muito mais…

    1. Obrigado pela visita, Dalila! Mas fique tranquila, eu não deixarei nunca de ser assim. Foi apenas uma insatisfação momentânea. Como um romântico autêntico, eu não conseguiria mudar minha essência… Prefiro sofrer com isso do que deixar a sensibilidade de lado…rs. Obrigado por gostar do texto. Um brinde às mulheres sensíveis, como você também deve ser. Um beijo.

  9. Parabéns, meu irmão! Mesmo cansado de ser romântico, escreveu poeticamente bonito…rs Eu tbém canso de ser romântica… Não é só homem, não!…rs Mas… muitas vezes… vale a pena ser! Não perca isso em vc (sei q não perderá, oh, romântico escorpiano…rs)! Eu tentarei ainda ser romântica… embora… hum… deixa pra lá!…rs Adorei o texto!! Lindo! Ah… e mulheres gostam de flores, sim! De gestos… e de flores! Gesto c/ flores então… é tudo!…rs Bjo.

  10. Ê, massa hein John?

    De quem será que você está falando? O.o

    Faz de conta que eu não sei, rs.

    Bjs!

    1. É, meu caro, sofremos do mesmo mal…mas somos mais felizes assim, tenho certeza. Valeu pelo comentário. Lerei o seu. Quando terminei, pensei: “acho que só o Tapioca vai entender isso..” Abs, João Aranha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s