TENSÃO E LEVEZA

Momentos incertos
Gestos certos
Por vezes perto
Em outras, longe
Palpitar, olhar, falar
Alarde, é de Marte
Menos, é de Vênus
Palpebras semi-cerradas
Janelas pouco fechadas
Retina na retina
Entra, sai, fica
Pára, pensa, indica
Incerteza, delicadeza
Força, natureza
Outra incerteza
Pausa, beleza
Vivo bem
E sempre
Na tensão
E na leveza.

João Aranha

22/09/09

Publicado em: Poemas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s