MÃOS

Uma mão segura
Segura outra mão
Segura mão que assegura
Assegura a mão de menino
Que segura a mão doce
Mão que vai
Mão que vem
No infinito vai e vem
De duas mãos
Uma mão segura a outra
E na voz rouca
Que me tira o chão
Beijo a mão
Sinto a calma
A calma que só tua palma
Faz da alma um coração
Um beijo que sela
Na luz da janela
A terna cena
Dos carinhos de tuas mãos.

João Aranha

05/03/2008

Publicado em: Poemas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s