DESFILE

Ela veio descendo
Sorridente
Falando no celular
Parecia feliz
Não, ela estava feliz
Via-se pelo andar
Pelos olhos, pelo sorriso que não cabia em si
Descia a rua desfilando, na passarela de calçada
Olhos masculinos a seguiam em silêncio
Ela não se importava, ou se importava, ou nem notara
Mal passou e recebeu aplausos do público que mostrava virilidade infantil
Continuou seu gingado delicado e, de repente, um da mesa do bar solta o seu brado:
Feia!!!
E ela foi embora, toda linda, deixando nós, babacas, rindo felizes.

João Aranha

22/09/09

Publicado em: Poemas

Tagged as: , , ,

7 comentários em “DESFILE Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s